Banco do Nordeste aplicou R$ 20 bilhões em crédito rural em 15 anos de Agroamigo

61

Segundo a assessoria de comunicação do Banco do Nordeste, o Agroamigo é o maior programa de microfinança rural do país e superou a marca de R$ 20 bilhões aplicados em 15 anos de atuação. O valor equivale a mais de 5,7 milhões de operações que beneficiaram produtores rurais da Região Nordeste e do norte de Minas Gerais e Espírito Santo.  Os números alcançados refletem o suporte ao desenvolvimento da agricultura familiar na região.

O Ceará aportou 12,97% dos investimentos do programa nesses 15 anos. O valor desembolsado no estado é superior a R$ 2,6 bilhões, o que corresponde a cerca de 784 mil operações. A concessão do crédito abrange recursos destinados ao custeio, investimento ou comercialização no meio rural. O Programa Agroamigo é destinado a agricultores familiares enquadrados no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), em operações de até R$ 20 mil. Faça seu Agroamigo agora mesmo.

Com oferta de crédito produtivo e orientado, o Agroamigo iniciou suas operações em 2005. A missão do programa está em promover a melhoria do perfil socioeconômico de produtores rurais na área de atuação do Banco do Nordeste. Com 1,3 milhão de clientes ativos e carteira ativa de R$ 5 bilhões, possui como diferenciais o acompanhamento na hora da concessão do crédito e a promoção do crescimento de forma sustentável. 

O Agroamigo atende a produtores rurais enquadrados no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), nas modalidades do Agroamigo Crescer, para agricultores enquadrados no grupo B do Pronaf,  e o Agroamigo Mais, para agricultores enquadrados nos demais grupos, com exceção do A e A/C. Com o Agroamigo Crescer, o cliente tem acesso até a R$ 5 mil por financiamento a cada dois anos. Já com o Agroamigo Mais, o Banco do Nordeste oferece crédito de até R$ 20 mil por operação,  nas diversas linhas do Pronaf.

Sobre o Agroamigo

Disponível nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais,  Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte,  Sergipe, o programa atende por meio de seus agentes de microcrédito, a milhares de agricultores e agricultoras familiares, enquadrados no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), com exceção dos grupos A e A/C.

Formas de Atuação

O Agroamigo atua por meio do microcrédito produtivo orientado, que consiste em:

  • Atendimento por meio de agentes de microcrédito;
  • Relacionamento direto dos agentes de microcrédito com os agricultores familiares;
  • Prestação de serviços de orientação sobre o planejamento do agronegócio.

Para viabilizar o Agroamigo, o Banco do Nordeste optou pela formação de parcerias, sendo o Instituto Nordeste Cidadania (INEC) responsável pela sua operacionalização. O BNB define a metodologia e normas de operacionalização do Programa Agroamigo que deverão ser praticadas pelo INEC. O Banco tem ainda como responsabilidade acompanhar, supervisionar e fiscalizar o cumprimento do termo de parceria, bem como proporcionar o apoio necessário ao INEC.

O crédito

O Agroamigo tem a linha de microcrédito certa para o seu negócio. Confira as opções de microcrédito rural do Banco do Nordeste, que podem ser utilizadas para implantação, ampliação ou modernização da infraestrutura de produção e prestação de serviços agropecuários e não agropecuários que gerem renda para a famíla atendida.

  • Agroamigo Crescer: foi criado para atender agricultores familiares com renda bruta anual de até R$ 23 mil, que explorem área de até quatro módulos rurais e empreguem mão de obra familiar.
  • Agroamigo Mais: atende agricultores familiares enquadrados no Pronaf (com exceção dos grupos A, A/C e B), em operações de até R$ 20 mil, e limite de endividamento de até R$ 40 mil.
  • Agroamigo Sol: linha de crédito que financia a implantação de sistemas de micro e minigeração de energia solar e outras fontes renováveis.

Como contratar

Os agricultores clientes do Agroamigo são atendidos para desenvolver qualquer atividade geradora de renda no campo ou em aglomerado urbano próximo, sejam agrícolas, pecuárias ou outras atividades não agropecuárias no meio rural, como turismo rural, agroindústria, pesca, serviços no meio rural e artesanato.

Para comprovar a condição de agricultores familiares, os agricultores deverão apresentar a DAP – Declaração de Aptidão ao Pronaf, emitida pelos órgãos oficiais de assistência técnica dos Estados ou pelos Sindicatos de Trabalhadores.

Além de ser enquadrados nos grupos do Pronaf atendidos pelo Agroamigo, os agricultores familiares precisam participar de Palestra Informativa, realizada pelo Agente de Microcrédito, na qual são apresentadas todas as condições, benefícios e vantagens do Programa, bem como atender aos seguintes requisitos:

  • Ser maior de idade (Pronaf Jovem – a partir de 16 anos);
  • Estar em dia com a Justiça Eleitoral;
  • Não apresentar restrições cadastrais (SPC, SERASA, CADIN, etc);
  • Declaração de Aptidão ao Pronaf – DAP;
  • Cópia do Documento de Identificação;
  • Documento de relação com a terra (exceto Pronaf B);
  • Cadastro Ambiental Rural (CAR);

Para financiamento de animais:

  • Vacinações e exames, de acordo com o calendário e espécie animal – GTA (Guia de Transito Animal);

Para solicitar, é necessário ligar no 0800 728 3030 e agendar um visita do agente de crédito do Agroamigo.

Artigo anteriorNubank analisa quais estados brasileiros são os campeões do delivery
Próximo artigoConheça as opções de cartões Visa sem anuidade disponíveis no Brasil