Conheça as diferenças entre conta digital, corrente e poupança

104

Se você quer abrir uma conta no banco, precisa escolher qual a melhor opção para você antes de ir até uma agência ou usar o aplicativo. Os maiores bancos do Brasil oferecem essas opções de conta e, além dos bancos tradicionais, você também tem a opção de escolher um banco digital, que também são conhecido como bancos virtuais ou fintech.

Independente da sua escolha, ler este conteúdo vai te deixar um pouco mas seguro em relação às suas opções, te ajudando a entender a diverença entre as contas digital, corrente e poupança, para que então, você baixe o app do banco e abra a sua conta.

Conta Digital

Embora este seja o carro chefe do portfólio de serviços dos bancos digitais,  bancos tradicionais como o Itaú, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco e Santander também oferecem opções digitais.

Basicamente, uma conta digital é a conta que você abre pelo celular. Elas geralmente não tem a opção de cheque especial, cheque, crédito ou outras opções do banco, mas com ela você poderá cadastrar débito automático, fazer transferências, depósitos, pagamentos online e recarregar o celular pré-pago pelo app do banco. 

Todos os bancos facilitam muito a abertura de uma conta digital. Os documentos necessários para abrir uma conta com essa são uma selfie + imagem de um documento de identificação pelo app do banco.

A sua maior preocupação será pesquisar qual o limite diário de movimentação, qual o mais conveniente para você, como por exemplo suporte, benefícios e, principalmente, as menores tarifas. Se você faz questão de abrir uma conta em um banco tradicional, além das tarifas você também deve avaliar a localização de agências e disponibilidade de caixas eletrônicos.

A maioria dos bancos enviam um cartão para o endereço cadastrado assim que o seu primeiro crédito é feito na conta. Através de uma conta digital você também pode receber seu salário através da Livre Opção Bancária (LOB) ou portabilidade de salário, um direito que todo trabalhador tem, seja ele público ou privado, de receber o salário no banco onde ele preferir.

Caso você tenha interesse de ter acesso ao portfólio completo de produtos e serviços do banco de sua preferência, como empréstimo, seguros, consórcio, etc, a maioria pede que você envie comprovantes de renda e de residência, além de outros documento de identificação pessoal. 

Conta corrente

Com a conta corrente você pode fazer as mesmas coisas que faz com a conta digital, mas com ela o seu relacionamento com o banco é elevado a outro patamar. Hoje em dia, a facilidade para ter uma conta corrente é tão grande que você nem precisa ir até uma agência.

Com uma conta corrente, você terá acesso a diversos produtos bancários como cheque especial, cartão de crédito, empréstimos com taxas e prazos diferenciados, investimentos, seguros e mais. Para isso, você terá que enviar ao banco comprovante de renda e endereço atualizado, CPF e documento de identificação com foto. 

Nessa modalidade, você também tem a opção de uma conta conjunta e a movimentação pode ser por titulares solidários ou não-solidários, ou seja, movimentada individualmente ou apenas em conjunto.

A conta corrente também pode ser universitária, serviço oferecido para estudante de nível superior que precisam organizar a vida financeira. Nesse caso não é necessário comprovar renda até a agência.

Se você é menor de 16 anos, tanto os bancos digitais como os tradicionais oferecem opções de conta jovem ou conta kids, inclusive com direito a cartão e cheque.

Para as empresas também existe a opção de conta salário, destinada para recebimento de salários, soldos, vencimentos, aposentadorias, pensões e similares. Nesse caso, somente a empresa pode solicitar a abertura  na instituição financeira que processa a folha de pagamento de funcionários ou beneficiários.

Conta Poupança

A conta poupança é um dos investimentos mais tradicionais, simples e seguros de aplicar o dinheiro. Entretanto, com as últimas alterações na lei de rendimento, ela está rendendo menos que a inflação, o que fez muitas pessoas buscar outras alternativas de investimento. Mas se você aposta no tradicional e não abre mão de acumular reservas, a conta poupança é pode ser a sua opção.

A conta poupança geralmente é vinculada a uma conta corrente, mas também pode ser independente. O rendimento é igual para todos os bancos, ou seja, independente do banco que você escolher, a sua rentabilidade será sempre a mesma.

Existem 2 regras de rentabilidade da poupança no momento, que dependem diretamente da taxa Selic,  taxa básica de juros do Brasil. A Selic é definida a cada 45 dias pelo Copom, um comitê de diretores do Banco Central do Brasil.

Agora que você conhece as principais diferenças entre a conta digital, conta corrente e a conta poupança, já pode iniciar sua pesquisa para escolher a melhor opção para você.

Artigo anteriorComeçou hoje o evento inédito e gratuito da Spiti com dicas para investir em small caps
Próximo artigoSantander lança serviço de rebalanceamento automático das carteiras recomendadas de ações