Dicas práticas de como fazer um orçamento pessoal

Como você já deve saber, planejar as finanças é o desafio da maioria dos brasileiros. Entretanto, essa realidade pode mudar a medida que a educação financeira avança. Cada vez mais pessoas despertam o interesse por controlar o orçamento e ter um relação saudável com o dinheiro.

Cuidar do orçamento pessoal de forma consciente te permite planejar e decidir o que você vai fazer com a sua renda. Independente se a sua renda mensal é muito ou pouco, deixar de acompanhar os gastos pode gerar a sensação de não saber o que está acontecendo com o dinheiro.

E para te ajudar a começar a sua organização financeira, aqui você vai encontrar algumas dicas práticas de como fazer um orçamento pessoa. 

O que é:

Primeiramente, você precisa entender que o orçamento pessoal é uma ferramenta que permite o planejamento das suas finanças e retrata a sua situação financeira. Ele deve mostrar os seus ganhos e gastos durante todo o mês. É dessa maneira que você vai conseguir fazer previsões, analisar custos e tomar as melhores decisões.

Para ter um orçamento pessoal eficiente, você precisa anotar todas as despesas fixas, as despesas variáveis e todos os ganhos do mês, inclusive se houver algum ganho extra. Somente dessa forma você vai conseguir uma visão realista do seu consumo.

Vantagens:

É vantajoso fazer o orçamento pessoal, pois ele organiza a sua vida financeira. Adquirir o hábito de anotar todo o dinheiro que entra e sai te deixa mais consciente e te ajuda a evitar problemas como gastar mais do que ganha, por exemplo. Além disso, se você tem um sonho, você pode ter uma noção maior de quanto consegue economizar mensalmente para realizá-lo.

Outra vantagem enorme que ele também te ajuda a evitar dívidas, pois analisando frequentemente as suas finanças, provavelmente você vai conseguir conter o consumo quando o dinheiro estiver mais curto e equilibrar a vida financeira.

Planejamento:

  • Quanto gasta
  • Quanto ganha
  • Anotar as despesas
  • Análise por categoria
  • Economias
  • Metas
  • Cartão de crédito
  • Dívidas

Esses serão os pontos chaves do seu planejamento. Abaixo você vai entender como lidar com cada um deles. 

Quanto ganha / Quanto gasta

A primeira ação no orçamento pessoal é identificar quanto você e quanto você ganha e quanto você gasta. Para isso, você tem que registrar suas fontes de renda fixa, bem como suas despesas fixas. É assim que você vai identificar quanto do seu salário está comprometido.

Além da renda e despesa fixa, você também precisará identificar os custos variáveis, que são aqueles que você tem no dia a dia e não tem como prever, como lazer e imprevistos. Anote tudo, tim tim, por tim tim!

Anotar as despesas

Saber quanto você ganha e quanto gasta te dará uma visão geral do orçamento. Entretanto, uma parte fundamental e uma das mais difíceis é desenvolver o hábito diário de anotar todas as suas despesas e, se for o caso, algum dinheiro inesperado de renda extra. É dessa forma que você vai manter sempre atualizado o seu planejamento.

Você pode usar uma planilha no computador ou um caderno, mas a forma mais fácil de realizar essas atualizações é através de um aplicativo.Você encontra diversos no Google play ou no Apple Store.

Análise por categoria

Analisando os itens por categoria, você faz um controle financeiro maior e consegue analisar estrategicamente todos os gastos. Se você usa um app, ele já separar as categorias para você. Dessa forma você avalia quanto gasta em alimentação, transporte, lazer, etc. 

Economias

Quando você sabe quanto gasta por categoria, é possível planejar formas de economizar conseguir que sobre um pouco mais de dinheiro no final do mês. Assim você pode otimizar a sua renda com aplicações e realizar sonhos, conseguindo fazer mais com menos.

Pense quais são os gastos que você pode diminuir ou cortar, estabeleça teto de gastos por categorias e desenvolva estratégias para aumentar a economia e ter uma reserva financeira.

Metas

Para manter a motivação você precisa definir metas. Elas te ajudarão a ter um bom planejamento financeiro e ter melhores resultados ao longo dos anos.

Defina metas claras, como: “Quero guardar 2 mil por mês”, ou “Esse mês vou gastar no máximo 1 mil com lazer”. Isso vai te ajudar a se lembrar sempre do que está buscando e ter compromisso com o planejamento. 

Cartão de crédito

Ter um cartão de crédito é um aliado, entretanto, se você negligenciá-lo, esteja preparado para o seu pior pesadelo.

Para usar o cartão de crédito corretamente é necessário ter certeza que os gastos que estão nele cabem no seu orçamento, ou ponto essencial é evitar muitos parcelamentos ao mesmo tempo, pois quando se acumulam, podem te trazer graves problemas.

Dívidas

Excesso de parcelamentos ou pedir empréstimos ou financiamento no banco de forma indiscriminada pode te levar a ter problemas graves de orçamento.

Quando não existe dívidas, a flexibilidade no planejamento financeiro é maior. Além disso, é lidar com imprevistos será muito mais tranquilo. Portanto, uma de suas prioridades, antes mesmo de economizar, é quitar todas as pendências possíveis, principalmente as de curto e médio prazo.

Essas dicas de como fazer um orçamento pessoal te ajudarão a ter mais sucesso com as suas finanças e te ajudar a realizar sonhos e até fazer investimento e conseguir lucros com eles. Coloque-as em prática e siga as orientações, você não tem absolutamente nada a perder!