Este é o passo a passo para quem deseja financiar uma moto

430

Parar de depender do transporte público, ultimamente se tornou uma questão de saúde. Além disso, você tem a comodidade de se locomover de uma forma muito mais livre, sem se preocupar com o horário ou se vai perder ou não o ônibus. 

Para a maioria dos brasileiros, a motocicleta é a porta de entrada para a independência. E para te ajudar a realizar esse sonho, nós do Investir Seguro vamos te dar o passo a passo de como financiar uma moto.

Como funciona

Você vai perceber que o financiamento de uma motocicleta não é diferente de outros tipos de financiamentos, como o de carro, ou de imóvel. Ele é um tipo de empréstimo, também conhecido como Crédito Direto ao Consumidor (CDC).

Para conseguir financiar uma moto um banco precisa aprovar o seu perfil. Ele vai comprar o bem no seu nome, para então você pagar ao banco as parcelas estabelecidas em contrato.

O valor e número de parcelas pode variar de acordo com o banco escolhido. E para fazer um bom negócio, você precisa pesquisar o banco que oferece as menores taxas de juros.

O que é necessário 

Se você sonha em ter uma moto nova, siga esse passo a passo para conquistar o seu sonho:

Planejamento financeiro

Para aprovar o seu pedido de financiamento, o banco precisa entender que você tem condições de pagar as parcelas acordadas. Portanto, será necessário que você faça um planejamento a longo prazo e consiga comprovar ao banco que terá condições de cumprir seus compromissos. Próximo da data de financiar, evite empréstimos e outras dívidas, como parcelamentos extensos no cartão de crédito ou crediário de lojas.

Planeje o valor da parcela compatível com a sua renda mensal e não comprometa mais do que 30% do seu orçamento para pagá-las, pois caso você não consiga realizar os pagamentos, você precisará devolver o bem e o banco não irá te reembolsar. 

Escolha um banco

Praticamente todos os bancos oferecem financiamento, portanto fique atento ao preço da taxa de juro, condições oferecidas para pagamento e escolha o banco que fizer a melhor proposta.

Entrada

Ter uma reserva para a entrada vai facilitar que você consiga o crédito, além de poupar diversas parcelas. Entenda que quanto maior a entrada, menor será o número de parcelas e juros cobrados.

Documentos

Os documentos exigidos por todos os bancos são o RG, CPF, comprovantes de residência e comprovante de renda, que pode ser o holerite, extrato bancário ou declaração de Imposto de Renda.

Nome limpo

Para conseguir o financiamento, é imprescindível que você não esteja com o nome sujo na praça. Se seu nome estiver cadastrado no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) ou Serasa, você não irá conseguir financiar a sua tão sonhada motocicleta.

Zero entrada

É possível comprar uma moto com zero entrada, entretanto, você vai depender das condições impostas pelo banco e forma de pagamento que escolheu. Compre dessa forma apenas se for uma urgência e tenha em mente que, ao comprar uma moto sem entrada, o valor final de compra será bem mais alto. 

Agora que você sabe como comprar uma moto financiada, precisa escolher o modelo e a marca, além de uma concessionária que te ofereça uma ótima experiência de compra. Só depende de você realizar um bom planejamento e conquistar a sua moto nova!

Artigo anteriorGoverno de São Paulo vai liberar R$ 5 milhões em crédito para motoboys
Próximo artigoDicas para investir seguro com Selic 2% a.a. e poupança rendendo pouco