Inter Investimentos e Vitreo Corretora terão fundo de ações com gestão conjunta

25

Dando continuidade à parceria anunciada em fevereiro deste ano entre Vitreo Corretora e Inter Investimento, entra na prateleira das duas casas de investimentos nesta terça-feira o fundo de ações Inter Vitreo Duplo Alpha. Com uma carteira dinâmica e composta por 17 papéis, o novo fundo terá a gestão compartilhada pelas duas empresas.

Nas palavras de George Wachsmann, chefe de gestão da Vitreo, o produto agrega “as melhores ideias” das duas casas, que também somam à estratégia do portfólio as análises fundamentalistas feitas pela Empiricus. “Estamos colocando à disposição do investidor um fundo de alta qualidade e que poderá ser acessado por qualquer perfil de pessoa. Esse lançamento conjunto é mais um passo que damos no fortalecimento da indústria 3.0 de investimentos”, disse.

“O Inter Vitreo Duplo Alpha reúne as melhores teses de investimento em ações da Empiricus, da Vitreo e da Inter Asset. Acreditamos no trabalho em grupo e que estes times de análise possam tomar melhores decisões juntos, através de ricas trocas de conhecimento e opiniões”, explica Felipe Bottino, diretor da Inter Invest.

Com o aumento do interesse do brasileiro por investimentos e a maior exigência do consumidor por qualidade e bom atendimento, ganha força no Brasil a indústria 3.0, que surgiu como uma terceira via: a primeira é os bancos, a segunda as grandes corretoras, e, agora, as empresas alinhadas ao cliente que operam sem conflitos de interesse. As duas casas são líderes neste terceiro seguimento.

Não à toa, o tíquete de entrada no Vitreo Duplo Alpha é de R$ 100. A taxa de administração é de 1,5% ao ano e a de performance é de 20% do que exceder o Ibovespa – saindo do habitual 2/20 desta indústria. As cotas do fundo podem ser adquiridas em ambas plataformas.

Para lembrar

O primeiro passo da parceria das duas instituições, anunciado em fevereiro, foi a entrada de três primeiros fundos da Vitreo na prateleira do Inter – CriptoMoedas, CriptoMetals Blend e Tech Select, que juntos já têm 15 mil clientes e R$ 50 milhões sob gestão.

Artigo anterior6 erros fazem você não ficar rico
Próximo artigoSaiba como conseguir cartão de crédito com nome sujo na praça