Saiba como conseguir cartão de crédito com nome sujo na praça

369

Não desanime! Embora possa parecer impossível conseguir um cartão de crédito com nome sujo, existem alternativas para quem está negativado. Neste texto, nós vamos te apresentar soluções que podem te ajudar a escolher a melhor opção, além de dicas de como limpar seu nome em empresas de proteção ao crédito como Serasa, SPC e SCPC.

Mas se você precisa imediatamente de um cartão de crédito, você vai conhecer algumas opções de cartões de crédito que não exigem análise criteriosa, comprovação de renda ou abertura de uma conta corrente. São duas modalidades: o cartão de crédito consignado e o cartão de crédito pré-pago. Para conhecer as características das duas opções e os bancos que oferecem essas modalidades, continue lendo este conteúdo  e saiba como conseguir um cartão de crédito com nome sujo.

1. Cartão de crédito consignado

O cartão de crédito consignado está disponível apenas para funcionários públicos, aposentados, pensionistas do INSS, funcionários das Forças Armadas ou trabalhadores no regime CLT em empresas privadas. Isso porque as pessoas que optam por um cartão de crédito consignado, tem o abatimento do valor da fatura direto na folha de pagamento ou benefício de pessoa física.

Como solicitar 

Se você faz parte de um dos grupos mencionados, pode solicitar o cartão sem consulta ao CPF. Entretanto, a instituição financeira fará uma análise para determinar o limite e a margem consignável.

2. Cartão de crédito pré-pago

Opção perfeita para quem está com nome sujo, mas não pretende acumular mais dívidas, o cartão de crédito pré-pago pode ser uma alternativa. 

Como solicitar 

Ao solicitar um cartão de crédito pré-pago, você não passa por análise de crédito, não precisa comprovar renda e não é obrigatório ter uma conta bancária. A única exigência é ter um CPF válido. 

Como funciona

Ele é parecido com o cartão de crédito tradicional e funciona bem para compras online. A diferença é que você paga antes ao invés de ter um limite pré-estabelecido e pagar a fatura no fim do mês. Ou seja, para ter limite, você precisa recarregar o cartão via boleto, depósito ou transferência. Entretanto, uma desvantagem deste cartão é que você não pode fazer compras parceladas.

Antes de solicitar o seu, confira as taxas de adesão, recarga, anuidade, mensalidade e saque para ter certeza que o cartão de crédito pré pago é uma boa alternativa para você.

6 opções de cartão de crédito para quem está com nome sujo

1. Cartão Bradesco

Se você é funcionário de empresas privadas, servidores públicos, aposentados e pensionistas, pode solicitar o cartão consignado do Bradesco sem a necessidade de ser correntista no banco. Confira os detalhes:

  • o limite máximo não pode ultrapassar 30% da sua renda mensal;
  • solicite o cartão pelo internet banking, aplicativo do banco, autoatendimento ou agência;
  • Você tem de 90 dias até 8 anos de prazo para pagamento;
  • As faturas são descontadas direto da folha de pagamento.

2. Cartão consignado Banco Inter

Para optar por um cartão consignado do Banco Inter, você precisa fazer parte de algum dos grupos específicos:

  • aposentados e pensionistas do INSS;
  • servidores municipais da prefeitura de Belo Horizonte;
  • servidores públicos estaduais de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro;
  • servidores públicos federais do SIAPE;
  • servidores dos tribunais de justiça do TJMG.

Se você faz parte de um desses grupos e escolheu o Banco Inter, você terá desconto no pagamento mínimo direto na folha de pagamento, sem anuidade, direito a saque de até 90% do limite disponível, taxas menores e função de cartão internacional.

3. Cartão Consignado Banco Pan

Se você é aposentado, pensionista do INSS ou servidor público pode solicitar agora mesmo o cartão consignado do Banco Pan. Confira as vantagens de aderir a esse cartão:

  • Contratação 100% online;
  • Limite de até 2 vezes seu salário ou benefício;
  • Desconto parcial da fatura na folha de pagamento ou benefício;
  • É permitido fazer saques;
  • Sem anuidade;
  • Taxas de juros até 4 vezes menores que cartões tradicionais.

4. Cartão Ourocard pré-pago

Para os que querem controle e segurança do saldo, o cartão Ourocard pré-pago é outra opção. Não é necessário renda mínima, mas você não pode usá-lo para fazer compras na internet e tem algumas tarifas:

  • A emissão do cartão custa R$ 10;
  • A tarifa de manutenção mensal é de R$ 5;
  • A partir do 3º saque mensal, são cobrados R $5 por saque.

5. Cartão C6 Bank

Se você quer um cartão de crédito que funciona como os tradicionais, o cartão de crédito do banco digital C6 Bank é uma ótima opção. Você passa por aprovação de crédito, mas as chance de ser aprovado, mesmo com o nome sujo, são boas. Confira os benefícios desse cartão:

  • anuidade zero;
  • sem exigência de renda mínima;
  • conta digital gratuita
  • direito ao C6 Taggy para passar automaticamente em pedágios;
  • cartão personalizado;
  • programa de pontos Átomos.

6. Cartão Santander SX

Conhecido no universo financeiro como um cartão de fácil aprovação, embora a análise de crédito, o Santander SX é uma das melhores opções. Para solicitar, você precisa ter uma renda mínima de R $1.045. Além disso, ao gastar no mínimo R $100 por fatura ou cadastrando a chaves PIX, você fica isento da anuidade. Veja os benefícios desse cartão:

  • acompanhar seus gastos no app Way;
  • fazer compras na internet;
  • fazer saques;
  • parcelar a fatura em até 24 vezes (atenção aos juros)

Dicas para você conseguir limpar o nome

Inserir seu nome em empresas de proteção ao crédito como Serasa, SPC e SCPC, é uma punição pelo não pagamento de serviços contratados ou produtos adquiridos.

Isso pode dificultar muito a sua vida, como não conseguir crédito em emergências e até mesmo a  sua recolocação no mercado de trabalho. O candidato ao emprego pode até acionar a justiça por dano moral, no entanto, será necessário provar que a empresa realizou uma consulta de restrição de crédito e que o candidato não foi contratado por este motivo, mas é muito difícil conseguir provar a prática discriminatória na contratação.

Como regularizar 

O primeiro passo é descobrir se existe dívida, qual o valor e para quem pagar. Pelo site do Serasa e do SCPC é possivel consultar, mas você também pode ir a uma agência física ou fazer a consulta pelo telefone. Feito isso, entre em contato com a empresa indicada para negociar a dívida. Vale lembrar que as empresas de proteção ao crédito não regularizam a dívida. 

Após a dívida ser quitada, o  Serasa, SPC e SCPC tem até 5 dias para retirar seu nome da lista de restrição.

Gostou do artigo? Indique esse conteúdo para amigos e familiares que precisam saber disso!

Artigo anteriorInter Investimentos e Vitreo Corretora terão fundo de ações com gestão conjunta
Próximo artigoMídia programática chega às pequenas e médias empresas do setor financeiro